Sindicato dos professores de SC acusa deputada eleita do PSL de tentar atacar a liberdade de ensinar
31/10/2018 11:11 em Jornalismo

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) entrou na Justiça com ação civil pública nesta terça-feira (30) contra a deputada estadual eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL). O órgão quer a condenação por danos morais coletivos e pede que seja dada liminar (decisão temporária) para que ela se abstenha de manter qualquer tipo de controle ideológico das atividades dos professores e alunos de escolas públicas e privadas do estado.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Regional São José (Sinte SJ), além de emitir uma nota de repúdio, protocolou uma representação na Promotoria de Justiça da Capital, em que pede 'medidas cabíveis'.

Entrevista com Ingrid Assis - diretora de assuntos políticos do Sinte de São José

Ana Caroline, de Itajaí, fez uma publicação em redes sociais oferecendo um contato telefônico para alunos enviarem vídeos de professores em sala de aula que estejam fazendo "manifestações político-partidárias ou ideológicas". O Ministério Público Federal (MPF) também investiga o caso e instaurou um inquérito sobre o assunto na segunda (29).

 

Foto: Divulgação

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!